A Samsung já tinha dito que até 2020 pretende ter todos os seus equipamentos de eletrónica preparados para a Internet das Coisas (IoT na sigla em inglês). E para cumprir esse objetivo a empresa asiática anunciou que todas as SmartTvs da marca que serão lançadas em 2016 já vão estar preparadas para essa realidade.

O plano será executado de duas formas. A maior parte dos televisores inteligentes será compatível com as tecnologias da SmartThings, uma subsidiária da Samsung após a compra da empresa em 2014. Neste caso será necessário comprar um módulo externo para que as TVs possam comunicar com as luzes, portas ou câmaras de segurança.

Já nos televisores topo de gama da Samsung, os que pertencem à gama SUHD, terão o módulo incluído de origem, precisando apenas de uma pen USB que será gratuita e que tem como função ‘traduzir’ a comunicação do televisor para a rede Wi-Fi da casa.

[caption][/caption]

A Samsung também desenvolveu o sistema de modo a que não seja necessário estar constantemente a trocar de aplicações para conseguir controlar outros equipamentos eletrónicos inteligentes da casa.

Por exemplo, se alguém estiver à sua porta - e partindo do princípio que tem uma câmara IP instalada -, será enviada uma notificação para o televisor. E só quando abrir a notificação é que terá acesso às imagens da pessoa que está à porta; se preferir ignorar a notificação, então o programa ou filme que está a ver não será interrompido.

A Samsung promete demonstrações durante a Consumer Electronic Show (CES), evento que vai decorrer no início de janeiro.

O conceito de casa conectada e o crescimento da Internet das Coisas estão a ser trabalhados por outras tecnológicas: se tiver interesse pode revisitar uma casa inteligente da Panasonic e outra da LG.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.