Conhecida pelos seus drones, mas também Gimbals, a DJI revelou novas ferramentas para câmaras fotográficas, com o desejo de facilitar a vida aos profissionais e criadores de conteúdo. São três novos equipamentos, que prometem ser de utilização fácil, intuitiva, mas sobretudo eficientes, diz a marca. Tratam-se dos estabilizadores DJI RS 3 e DJI RS 3 Pro da série Ronin (linha de produção cinematográfica profissional), assim como o DJI Transmission, a sua primeira solução independente wireless de vídeo. Este combina a receção, monitorização, controlo e gravação.

A fabricante destaca o novo sistema de bloqueio automático do eixo e o algoritmo de estabilização RS de terceira geração que melhora o rendimento de 20% na calibração, necessitando fazer apenas uma vez. O novo DJI Transmission diz resolver os problemas de alcance e transmissão de imagens devido à perda de sinal. O seu sistema oferece uma distância de transmissão terrestre de 6 quilómetros.

Novos suportes DJI RS 3 para profissionais do cinema e televisão

Relativo ao DJI RS 3, o equipamento oferece um sistema de bloqueio automático dos olhos que foi redesenhado para ser um processo automatizado. Ao girar o estabilizador o eixo é destravado, permitindo o utilizador operá-lo em poucos segundos. Premindo o botão de energia, o equipamento entra em modo de repouso, garantindo que seja guardado mais rapidamente. E o sistema memoriza a posição das suas bases, voltando a trabalhar rapidamente quando acionado. Tem ainda um botão de obturador via Bluetooth, que garante a conexão automática, sem a necessidade de ligar cabos de controlo das câmaras.

O estabilizador pesa menos de 1,3 kg, permitindo o manuseamento com apenas uma mão e tem uma capacidade de carga até 3 kg, garantindo assim a utilização da maioria das principais câmaras do mercado, refere a DJI. O seu algoritmo de terceira geração melhora o rendimento do equipamento em 20%, assim como a garantia de gravação em ângulos baixos, tais como acompanhar um veículo em movimento. Oferece ainda o modo SupereSmooth, permitindo maior estabilização de objetos a distâncias focais de 100 mm.

Veja na galeria imagens do DJI RS 3:

De salientar que o RS 3 tem um novo ecrã tátil OLED a cores de 1,8 polegadas, com um aumento de 80% face ao modelo anterior. Neste caso, pode fazer a maioria das configurações de estabilização do equipamento sem a necessidade de usar a aplicação mobile. Toda a interface foi revista para ser utilizada diretamente no equipamento. Tem ainda um seletor físico deslizante que alterna instantaneamente entre os modos seguir, inclinação e visão na primeira pessoa.

Por fim, destaca que a sua bateria oferece 12 horas de autonomia, para que os criadores se concentrem no seu trabalho sem a preocupação com a sua duração. A sua bateria é substituível, mas também suporta carregamento rápido a 18 W. E pode carregar a bateria à parte, para que possa ter unidades suplentes e manter as gravações sem interrupções.

A versão Pro do DJI RS 3 é direcionado a utilizadores mais exigentes. O seu braço foi construído a partir de uma peça de fibra de carbono sem cortes, tornando-se mais leve e resistente. Oferece ainda mais espaço de equilíbrio para câmaras profissionais, tais como a Sony FX6, a Canon C70 e a RED Komodo. E a sua estrutura foi otimizada para manter um peso de 1,5 kg e capacidade de carga até 4,5 kg. De resto, tem as mesmas funcionalidades e ecrã do modelo standard.

Veja na galeria imagens do DJI RS 3 Pro:

Por outro lado, o DJI RS 3 Pro introduz a tecnologia de focagem LiDAR do Ronin 4D, criando assim um novo telémetro capaz de projetar 43.200 pontos de medição numa área inferior a 14 metros. Tem um motor para o foco de última geração com um torque três vezes mais resistente com montagem num único passo. Permite focos automáticos em objetivos manuais, sem a necessidade de repetir a respetiva calibração. A fabricante desenvolveu um chip que multiplica a capacidade de computação do sistema ActiveTrack em mais de 60 mm. Este consegue identificar e seguir os objetivos de forma mais sensível e precisa que os anteriores modelos.

O RS 3 Pro tem vários acessórios e o protocolo DJI RS SDK garante que outras fabricantes possam desenvolver as suas soluções para o equipamento.

DJI tem sistema de transmissão wireless até 6 km

Ainda sobre o DJI Transmission, este promete baixa latência de transmissão terrestre ao longo de 6 quilómetros. A fabricante diz que permite transmitir vídeo com resolução 1080p a 60 FPS, assim como uma monitorização de áudio remota em streaming a 16 bits e 48 kHz. Este transmite nas bandas de 2.4 GHz e 5.8 GHz, com 23 opções de canais para encontrar o mais adequado e sem interferências. E até tem um scanner de frequências integrado para analisar automaticamente o espectro eletromagnético para encontrar a melhor rede wi-fi, mudando automaticamente o canal. Mas também poderá regular manualmente.

O sistema tem um ecrã de 7 polegadas e 1.500 nits de brilho, com um recetor integrado, dispensando a necessidade de ligar cabos para transmitir vídeo ao monitor. O equipamento pretende ser um hub para múltiplos recetores, permitindo controlar dois em simultâneo. Também pode controlar remotamente o estabilizador da câmara. Em sets de gravação, tais como reality shows, o DJI Transmission pode transmitir até 10 equipamentos em simultâneo, para garantir sincronização de todas as fontes de gravação.

Veja na galeria imagens do DJI Transmission:

A DJI mantém a colaboração com os profissionais da indústria e garante os mais recentes codecs de trabalho, incluindo o Apple ProRes 4444 XQ, previsto para agosto. Para cenas mais complexas, a marca garante ainda cabos de extensão Zenmuse X9 e suportes adicionais.

O DJI RS 3 chega ao mercado por 549 euros e inclui acessórios como cabo de carregamento USB-C, estabilizador, cabo e outras ferramentas. Há ainda um bundle por 719 euros com mais alguns acessórios adicionais que pode consultar na página do produto. A versão Pro chega ao mercado por 869 euros com os acessórios essenciais, mas o bundle mais completo chega a 1.099 euros, que pode aceder na sua página. Por fim, o DJI Transmission custa 2.299 euros no seu kit completo. Em alternativa, pode comprar o monitor em separado por 1.099 euros e o transmissor de vídeo por 1.299 euros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.