Os relatórios mensais das empresas de segurança não deixam dúvidas sobre o impacto do spam na caixa de correio de cada utilizador de Internet, mesmo com o esforço crescente dos ISPs para bloquearem este tipo de mensagem.
A McAfee estima que a energia desperdiçada com o Spam chegue aos 33 mil quilowatts hora, energia que acumulada ao longo de um ano seria suficiente para dar electricidade a 2,4 milhões de lares.

As emissões de carbono que resultam do tráfego Internet responsável pela circulação destas mensagens, 80 por cento das quais nem chegam a ser abertas por quem as recebe, são idênticas às produzidas por 3,1 milhões de veículos.

A empresa de segurança comenta os resultados do seu estudo apelando a um combate mais rigoroso ao spam desde a sua origem, mas também na aposta em filtros mais eficazes.

O desaparecimento ou redução drástica dos níveis actuais de spam teria um efeito idêntico para o ambiente ao da retirada de milhões de carros das estradas. A conclusão não é desinteressada mas é reveladora do impacto de um fenómeno que não pára de crescer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.