Filmes, software e consolas continuam a aliciar os portugueses. Em 2008, o entretenimento foi o único segmento do mercado da electrónica de consumo a apresentar resultados positivos em valor e em volume, com respectivamente crescimentos de três e nove por cento, segundo os dados apurados pela Cetelem.

Neste segmento, o único produto que registou uma diminuição foram os filmes, que apesar de terem visto aumentar as vendas, registaram menos receitas.

Segundo o mais recente Observador Cetelem, que analisa o consumo das famílias nos grandes mercados europeus, o mercado nacional de entretenimento movimentou 226 milhões de euros, revelando um crescimento de três por cento em relação ao ano anterior.

O estudo mostra ainda que, apesar de mais de 90 por cento dos europeus revelarem estarem aptos a reduzir algumas despesas, as famílias portuguesas gastam uma média de 62 euros por ano do seu orçamento familiar para adquirir produtos de entretenimento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.