Um dia após ter anunciado que abandonava a sua tentativa de quebrar uma chave ou algoritmo de encriptação empregue para assinar digitalmente software para a consola de jogos video Xbox da Microsoft, o Neo Project, um grupo de entusiastas de computação distribuída revelou no seu site que irá continuar a tentar o feito.



A suspensão temporária do trabalho serviu para os elementos do grupo aconselharem-se junto de uma equipa de advogados. Entretanto, o projecto informou no seu site que iria retomar a tarefa e que dentro de poucos dias irá disponibilizar uma nova versão do software para tentar vencer o Xbox Challenge, um desafio de hacking lançado por um anónimo que mais tarde se veio a saber que era Michael Robertson, director executivo da Lindows.



Segundo um dos organizadores do projecto, o Neo Project pretendia abandonar a iniciativa devido a razões legais. A obtenção da chave pública para a encriptação iria constituir um grande passo para quebrar a chave privada detida pela Microsoft - dado estarem ligadas matematicamente uma à outra - e, desta forma, permitir que os utilizadores corressem software não autorizado na consola.



O objectivo desta iniciativa consiste em vencer a segunda parte do desafio lançado em Julho por Robertson com um prémio no valor total de 200 mil dólares, no sentido de adaptar a consola de jogos da Microsoft de forma a que possa correr o sistema operativo Linux, sem quaisquer modificações de hardware.



A primeira parte do desafio, também com um prémio de 100 mil dólares, que consistia em fazer correr o Linux com alterações no hardware, já foi cumprida, mas Robertson alargou o prazo limite - que terminava no último dia de 2002 - por mais um ano.



Muitos hackers estão à procura de formas para correr o seu próprio software na Xbox, mas até agora não conseguiram ultrapassar um mecanismo de segurança na consola que apenas permite que as aplicações corram se estiverem digitalmente assinadas com a chave privada de encriptação de 2048 bits da Microsoft.



A computação distribuída é numa forma de dividir tarefas que exigem recursos enormes entre uma série de computadores usando poder de processamento que de outro modo seria inutilizado. No dia 3 de Janeiro, o Neo Project colocou no seu site na Web o código que permitia que os apoiantes da iniciativa utilizassem o tempo livre dos seus PCs para participar numa pesquisa pela chave privada de encriptação da Microsoft mediante o recurso a técnicas de computação distribuída.



No dia seguinte, o grupo publicou online um aviso no seu site afirmando que se o projecto com a Xbox fosse considerado ilegal ou se a equipa fosse contactada pela Microsoft iria abandonar a iniciativa, uma vez que os seus elementos não podiam suportar as despesas legais.



Pelo dia 7 de Janeiro, o site do grupo tinha sido alterado, passando a conter a mensagem: "Devido a razões legais, vamos deixar de alojar ou participar no desafio Xbox". Por outro lado, a aplicação contendo o código para tentar quebrar a encriptação da consola tinha já sido retirado.



Até segunda-feira de manhã, o site informava que mais de 3.500 utilizadores Neo tinha eliminado cerca de 776 milhões de combinações possíveis. Mas, de acordo com alguns especialistas em segurança, as hipóteses de quebrar o código eram quase nulas. Assim, um milhão de computadores Pentium 4 com uma velocidade de relógio de 1 GHz cada um, por exemplo, demorariam cerca de 50 mil milhões de anos a quebrar a encriptação de uma chave de 1640 bits, em comparação com a chave de 2.048 bits da Xbox.



O Neo Project teve início em Julho passado, como uma tentativa para solucionar o desafio no valor de 10 mil dólares da chave RSA-576, patrocinado pela empresa RSA Security, antes de em Janeiro se ter passado a dedicar a aplicação efectiva da Microsoft do mesmo algoritmo.



Nota da Redacção: A notícia foi alterada com a informação da retoma do desafio, depois de resolvidos os problemas legais. A primeira notícia estava construida com base no abandono da tentativa de quebrar a segurança da Xbox.




Notícias Relacionadas:

2002-09-24 - Xbox alterada para fazer frente a hackers e reduzir custos do equipamento

2002-06-04 - Estudante do MIT remove sistema de segurança da Xbox

2001-11-28 - Programadores open source com aplicação para jogar online com Xbox

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.