Há um grupo de três dezenas de juízes que não receberam o ordenado e subsídios deste mês por uma falha no sistema informático. O problema terá estado relacionado com uma intromissão do Instituto de Informática das Finanças no sistema, durante a operação de processamento dos vencimentos.



Os responsáveis pelo Ministério da Justiça classificam o episódio como uma lamentável falha, adiantando que a situação está em vias de ser reparada.




“Por razões desconhecidas, e alheias à DGAJ [Direcção-Geral da Administração Judiciária], confirma-se que o sistema informático não processou os vencimentos a 19 juízes e o subsídio de compensação a outros 12, num universo de mais de 4.000 salários processados mensalmente”, esclareceu o gabinete do ministro Alberto Martins, em resposta a um pedido de esclarecimento por parte do jornal Público .




Apesar das "razões desconhecidas" formalmente invocadas para justificar a falha, tudo indica que o problema terá estado relacionado com uma intromissão do Instituto de Informática das Finanças no sistema durante a operação de processamento dos vencimentos do Ministério da Justiça.



Tendo acesso aos sistemas de outros ministérios, a entrada do Instituto de Informática das Finanças terá tido o efeito de interromper o processo em curso . Assim se justifica que a falha tenha atingido apenas um grupo restrito de magistrados, todos da magistratura judicial e com números de ordem seguidos, escreve o Público.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.