O Pavilhão Aristides Hall da Universidade de Aveiro vai ser palco, a partir de hoje e até sábado, dia 27 da segunda edição do Festival Nacional de Robótica, um evento que visa confrontar os melhores robôs portugueses em várias provas.



Esta iniciativa, cuja primeira edição se realizou de 25 a 28 de Abril de 2001 em Guimarães, tem como objectivo aproximar a ciência e a tecnologia dos jovens, nomeadamente, através da motivação dos alunos das escolas participantes na competição para uma área tecnológica de ponta e interdisciplinar, bem como contribuir positivamente para o desenvolvimento da investigação em robótica e automação em Portugal.



Organizada por professores das Universidades de Aveiro e do Minho, bem como do Instituto Superior Técnico, a segunda edição do Festival Nacional de Robótica realiza-se poucos meses após a apresentação da candidatura nacional com vista à organização do campeonato mundial de futebol robótico no ano de 2004.



A iniciativa nacional é composta de quatro competições de robótica móvel - divididas de acordo com as características e complexidade dos robôs -, um encontro científico que contará com a presença de vários investigadores do sector e várias demonstrações relacionadas com a temática.



Na categoria UIP, destinada a universidades e institutos politécnicos e onde concorrem oito equipas, os robôs têm que percorrer uma pista com nove por 14 metros gastando o menos tempo possível e efectuando o mínimo de penalizações. Essa pista tem o formato de uma estrada e inclui obstáculos como semáforos, túneis e passadeiras que as máquinas deverão ultrapassar.



O mesmo se passa na categoria ESP, concebida para escolas secundárias e profissionais, onde estão 22 equipas inscritas, só que aqui a pista tem 11,75 metros. Outra competição que decorrerá no seio deste festival é o Concurso Micro-Rato, que tem vindo a ser realizado anualmente na Universidade de Aveiro desde 1995.



Neste jogo, 32 equipas vão concorrer com robôs móveis de pequenas dimensões, no âmbito da promoção da utilização prática de uma série de disciplinas habitualmente ensinadas nos cursos de electrónica.



Por sua vez, o concurso Ciber-Rato é semelhante ao anterior mas desta vez insere-se num ambiente de simulação computacional, estando 13 equipas inscritas, que terão que concentrarem-se na componente algorítmica e programacional da construção de um robô, solucionando os problemas do projecto de montagem e teste de uma máquina real.



Um dos principais objectivos da candidatura portuguesa ao RoboCup de 2004 - o maior certame mundial de robótica, realizado desde 1997 - é construir uma equipa de robôs humanóides que possa derrotar os campeões mundiais de futebol robótico em 2050. Outra meta passa pela obtenção de títulos mundiais em algumas das modalidades desta competição em 2004 pelas equipas portuguesas, algumas das quais já se destacaram em edições anteriores.



Tendo em vista esse objectivo, o ex-Ministério da Ciência e da Tecnologia, organismo que patrocionou a candidatura, abriu dois concursos públicos, um destinado a atrair mais investigadores nacionais para a área da robótica e outro com vista a sensibilizar os jovens para este sector científico, dado que o RoboCup integra uma liga júnior.



Se a candidatura nacional for aceite, o Campeonato Mundial de Futebol Robótico vai realizar-se entre 27 de Junho a 3 de Julho no Parque das Nações de Lisboa, data que coincide com a realização do Euro 2004 de futebol "humano".



Notícias Relacionadas:

2002-04-04 - Universidade de Aveiro promove Festival Nacional de Robótica

2002-01-30 - Portugal apresenta candidatura para a realização do RoboCup 2004

2001-11-23 - Semana Aberta da C&T na Universidade de Aveiro com mais de 100 actividades

2001-08-09 - Futebol no RoboCup 2001 mostra capacidades de inteligência artificial

2001-06-15 - Equipas portuguesas vencem RoboCup German Open

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.