Por país, as maiores vítimas na Europa são os espanhóis (138.786 ataques), seguidos dos polacos (127.509 ataques), italianos (75.080) e franceses (47.065).

Grand Theft Auto V e Minecraft foram alguns dos jogos mais usados pelos cibercriminosos em 2013 para conseguirem chegar às suas vítimas.

Entre os vários tipos de ameaças, a Kaspersky alerta para a existência de fóruns secretos criados por cibercriminosos que vendem o acesso às contas de jogo dos utilizadores, como o portal Steam.

Também existem tipos de malware dirigidos a jogos específicos. No início do ano, uma ferramenta falsa do Minecraft construída com Java oferecia ao jogador a possibilidade de proibir a entrada a outros utilizadores e, na realidade roubava, os nomes de acesso e passwords. Por sua vez, quando o Grand Theft Auto V foi lançado, havia vários sites a oferecerem falsos downloads de acesso gratuito ao jogo, que continham código malicioso.

Associado aos vídeojogos há também as fraudes mais tradicionais, como o phishing através de mensagens de email, que se enviam de cada vez que há um grande lançamento e, sobretudo, no Natal, na tentativa de um número elevado de jogadores revele os seus dados sob a promessa-engano de obter descontos ou merchandising barato do jogo, alerta a empresa de segurança.

"Chega o Natal e com ele dispara a venda dos últimos modelos de consolas de jogos, como a PlayStation 4 e a Xbox ONE. Além disso, os dias livres desta época permitem aos jogadores passar mais tempo em frente ao ecrã, pelo que os riscos de sofrer um ciberataque crescem exponencialmente", sublinha a Kasperky.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.