O grupo de pesquisa da HP em Ciência quântica publicou ontem no Journal of Applied Physics uma pesquisa através da qual demonstra os desenvolvimentos de uma investigação para substituir a utilização de transístores nos chips de computador. Os investigadores criaram e demonstraram um sistema que permite a restauração do sinal e a sua inversão, necessários para a realização de funções dentro de um chip.



A HP considera que esta tecnologia poderá resultar na substituição do tradicional transístor, garantindo uma rapidez no processamento de dados milhares de vezes acima do conseguido hoje em dia.



Como vantagem adicional aponta-se ainda a longa durabilidade destes componentes, que podem ser usados em conjunto com circuitos de silício convencionais.



Stan Williams, um dos autores da investigação, afirma que "estamos a reinventar o computador à escala molecular". A barra horizontal de segurança desenvolvida é considerada um elemento chave na composição de um computador que usa nano elementos que são relativamente baratos e fáceis de construir, adianta ainda o mesmo responsável.



No documento apresentado, os investigadores explicam também que esta investigação poderá levar à substituição dos transístores, da mesma forma que estes substituíram os tubos de vácuo e que estes últimos vieram ocupar o lugar de relays electromagnéticos.



Apesar deste desenvolvimento em laboratório, os investigadores estimam porém que a utilização comercial desta tecnologia poderá demorar ainda entre 6 a 10 anos.

Notícias Relacionadas:

2004-02-13 - Intel apresenta resultados de investigação sobre dispositivos ópticos
2002-05-21 - IBM desenvolve transístores ultra-rápidos baseados em nanotubos de carbono

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.