A Hewlett-Packard prepara-se para alargar a sua família de servidores blade com uma nova linha de computadores deste tipo equipados com processador duplo e destinados a uma vasta gama de tarefas, informou a C|NET.



Os sistemas servidores ProLiant BL p-class da companhia constituem em parte um cruzamento entre servidores comuns montados em racks, que são empilhados horizontalmente em racks - como caixas de pizza - e blades, máquinas ainda mais finas, sem possuírem caixas externas e que são inseridas verticalmente em racks especializados, como se fossem discos.



Com os servidores rack, os computadores blade p-class da HP podem conter cada um dois processadores - em vez de apenas um, tal como a maior parte dos blades actuais - e serão utilizados para correrem uma variedade de aplicações, como as que controlam servidores de email e firewalls. Presentemente, os servidores blade de um só processador são utilizados no fornecimento de páginas Web e noutras tarefas relativamente simples para servidores.



Os modelos p-class virão com processadores Pentium III de 1,4 GHz da Intel, até 4 GB de memória e um ou dois discos rígidos SCSI do tipo hot-plug. As versões a serem lançadas no próximo ano irão conter quatro processadores por cada computador e serão capazes de correr bases de dados e outras aplicações comuns de back-end.



Tal como os outros servidores blade, os novos servidores exigem muito menos cabos do que os tradicionais servidores rack. Os computadores blade ligam-se às tomadas eléctricas e às redes através da rack.



Os servidores podem também ser direccionados para diferentes tarefas. Utilizando software que vem com o sistema, como o Rapid Deployment Pack e o Insight Manager 7, um administrador pode alocar cada máquina blade para diferentes funções nas alturas pretendidas. Um servidor de encriptação, por exemplo, pode ser reprogramado para se tornar num servidor Web, voltando de seguida a desempenhar a função original, dependendo do trabalho existente.



Apesar de os servidores blade ainda representarem uma fatia relativamente pequena do mercado de servidores, o formato poderá ao longo do tempo vir a substituir os computadores rack e as server appliances, caixas especiais concebidas para funções específicas.



No primeiro trimestre de 2003, a HP irá lançar novos servidores blade incorporando processadores Prestonia Xeon da Intel, seguindo-se mais tarde o início da comercialização de computadores blade com quatro processadores contendo chips Gallatin Xeon. Estes processadores baseiam-se na arquitectura do Pentium 4, funcionam a velocidades mais rápidas e contêm mais memória cache - de forma a melhorar o seu desempenho - do que o Pentium III ou 4 vulgar.



É provável que a HP também insira os seus próprios chips PA-RISC em alguns servidores blade no futuro. os computadores blade p-system evoluíram a partir de um projecto que estava a ser realizado na Compaq antes da fusão com a HP. Esta última companhia já tinha os seus próprios servidores blade, que são em grande parte comercializados para o mercado das telecomunicações. Os blades para a p-series apresentam um preço mínimo de 2539 dólares (2.610,52 euros).


Notícias Relacionadas:

2002-03-12 - Especificação aberta da HP quer assegurar compatibilidade entre servidores blade

2002-01-30 - Compaq introduz ProLiant BL e-Class, um servidor que ocupa pouco espaço

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.