A Hewlett-Packard está em vias de terminar com a produção de software de e-business, depois de os seus produtos não terem conseguido obter uma quota de mercado significativa neste sector actualmente bastante lucrativo, informou a C|NET.



Esta publicação online refere que numa apresentação destinada a analistas que decorreu na quinta-feira, Peter Blackmore, vice-presidente executivo do grupo de sistemas empresariais da HP, afirmou que a HP tinha registado fortes perdas com o seu negócios de software de e-business.



A partir de agora, segundo este responsável, a companhia vai optar por estabelecer parcerias com outras produtoras de software de forma a oferecer aos seus clientes os programas que necessitam para implantar os seus negócios na Web.



Apesar de não ter sido objectivo e directo no seu discurso, Blackmore afirmou que a sua companhia pretende abandonar a produção do seu software de middleware. O principal produto da HP nesta área é o seu programa servidor de aplicações, baseado numa tecnologia que executa operações de e-business e outras transacções efectuadas a partir de um site da Web.



Mas esta perspectiva não é compartilhada por todos os elementos daquela empresa. Segundo um representante da HP contactado pela C|NET, os comentários de Blackmore foram "prematuros" e que os executivos da empresa continuam ainda a analisar todas as opções. Estima-se que a companhia divulgue oficialmente a sua estratégia de software no final de Junho, de acordo com o mesmo representante.



Nos últimos dois anos, a HP apostou muito no mercado de software de e-business de forma a que lhe permitisse competir melhor contra as suas principais rivais, a IBM e a Sun, fabricantes de computadores com grandes capacidades - como servidores - que possuem um catálogo mais alargado de produtos de software.



Mas depois da fusão com a Compaq, a HP está agora concentrada em recuperar as divisões não-lucrativas da sua organização. No total, o seu software empresarial, que representa mais de mil milhões de dólares (1,057 mil milhões de euros) em termos de vendas anuais, foi afectado por perdas nos produtos de software de middleware. Da mesma forma, a HP considera prioritário recuperar as finanças da sua unidade de computadores pessoais, que também sofreu perdas.



Notícias Relacionadas:

2002-06-06 - Reduções de funcionários afectam também HP Portugal

2002-06-04 - Fusão entre HP e Compaq avaliada na apresentação de resultados

2001-02-14 - HP junta 25 aplicações em dois pacotes para consolidar software

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.