A IBM pretende partilhar mais informação acerca da arquitectura dos seus processadores Power com as fabricantes de dispositivos e programadores de software de modo a criar uma "comunidade de inovação" ao redor da mesma, revelou ontem a empresa no evento Power Everywhere em Nova Iorque.



A decisão foi tomada no sentido de se criar uma plataforma para a inovação que permita aos investigadores e aos fabricantes da área da electrónica costumizarem os processadores com funcionalidades e capacidades que conduzam a novos dispositivos e aplicações, refere a IBM em comunicado.



"A Power é a arquitectura líder para a inovação em silicone". "De facto, os Power foram construídos de origem para escalabilidade de massa e são os processadores mais costumizados do mundo", assegura Nick Donofrio, vice-presidente da IBM. "Esta é a altura ideal para a estabelecer como uma plataforma mais aberta e modular, acelerando a criação de dispositivos, sistemas e aplicações de próxima geração".



A Big Blue pretende envolver vários parceiros no seu esforço de desenvolvimento colaborativo, entre eles a Chartered Semiconductor Manufacturing, a Wind River e a Red Hat, nomes avançados durante o evento em Nova Iorque, segundo o noticiado pela C|Net.



A nova estratégia para a arquitectura Power envolve, entre outras coisas, o lançamento de um kit de download gratuito a partir do site da IBM que permite a criação de processadores num ambiente de simulação, e o estabelecimento de Centros de Arquitectura Power mundiais para assistência à concepção de processadores, placas e sistemas Power.



No mesmo evento, a Sony anunciou ter licenciado a arquitectura Power, ao mesmo tempo que a IBM divulgou acordos com a L-3 Communications e com a chinesa Global Brands Manufacture.



Notícias Relacionadas:

2004-01-22 - IBM reforça aposta nos sistemas Linux para servidores com processadores Power

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.