A IBM Research disponibilizou uma base de dados chamada Diversity in Faces (DiF), que consiste em um milhão de imagens anotadas, como contributo à criação de sistemas de reconhecimento facial mais imparciais e precisos. As imagens utilizam 10 esquemas de codificação, reconhecidos e independentes, que a IBM considera terem um conjunto de características que vão mais além do que são tipicamente estudados, como a idade, género, tom de pele. Esta diversidade pretende ajudar a comunidade global de investigadores a estudar e ensinar melhor os sistemas de inteligência artificial a reconhecer os rostos.

tek ibm reconhecimento facial

As imagens são públicas, e estão disponíveis no conjunto de dados do YFCC-100M Creative Commons, tendo o DiF categorizando-as através de esquemas de codificação que incluem as medidas do rosto humano, o tamanho dos olhos e nariz, assim como a simetria facial. Outros aspetos mais subjetivos, tais como a idade, sexo, pose e resolução da foto são igualmente considerados.

A IBM afirma que a sua base de dados oferece uma distribuição mais equilibrada e uma cobertura mais ampla das imagens faciais, em comparação com as amostras anteriores. E dessa forma, é possível estudar a diversidade e cobertura de dados para os sistemas de reconhecimento facial, tornando a IA cada vez mais precisa e imparcial.

A IBM refere que a base de dados está disponível para a comunidade científica mediante solicitação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.