Os novos modelos chegam ao mercado numa linha que a marca designa por LinuxONE e que só corre Linux. Os dois servidores estão direcionados às necessidades de grandes e médias empresas. O primeiro (LinuxONE Emperor) suporta até oito mil máquinas virtuais em simultâneo e baseia-se no IBM z13, lançado no início do ano e criado para dar suporte a grandes volumes de transações móveis.

O LinuxONE Rockhopper é baseado no zBC12 e está mais direcionado para uma gama de entrada. Com os novos modelos a IBM garante ainda o suporte a um conjunto de ferramentas de código aberto, como o Apache Spark, MariaDB, Chef, Node.js ou MongoDB, entre outras.

A IBM, que já contava com o suporte da Red Hat e da Suse aos seus sistemas Mainframe, passa também a garantir o suporte da Canonical, empresa responsável por outra distribuição Linux, o Ubuntu. A empresa vai disponibilizar o seu software tanto para os novos LinuxONE, no âmbito de uma parceria com a Big Blue, como para o resto da linha z-Systems.

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.