A Intel anunciou dez novos processadores da família Dual Core 2 Duo que cobrem os segmento desktop e notebooks, usando a nova micro-arquitectura Core, sucessora da NetBurst, também usada na nova linha Xeon.



Concebidos a partir da tecnologia de 65 nanómetros, os novos chips apostam num consumo cada vez mais reduzido de energia, garantido pela menor velocidade de relógio face aos seus antecessores. Diminui a velocidade de relógio, mas aumentam os níveis de eficiência uma vez que o número de cálculos realizados por ciclo de relógio (clock cicle) é maior.



No segmento desktop os processadores hoje anunciados pela Intel variam entre os 1.86GHz e os 2.93GHz, contendo uma memória cache entre os 2 e os 4MB (disponível em três dos cinco modelos hoje anunciados para este segmento). Os preços variam entre os 183 dólares para os processadores de gama de entrada e os 999 dólares no topo das gamas disponíveis.



No segmento móvel as frequências disponíveis variam entre os 1.66GHz e os 2.33GHz para uma memória cache que volta a variar entre os 2 e os 4MB. Os preços não estão disponíveis.



Os primeiros equipamentos suportados no Core 2 Duo para desktop devem chegar ao mercado no início de Agosto. Os equipamentos baseados nos processadores para notebooks estarão disponíveis no final do mesmo mês.



Uma das fabricantes que já anunciou suporte aos novos processadores Intel é a HP na nova workstation xw4300 vocacionada para utilizadores intensivos e produtores de conteúdos.



Citado em comunicado, Paul Otellini garante que os Core 2 Duo são os melhores processadores do mundo. Sem modéstia, o presidente da Intel acrescenta que a nova família de processadores é a melhor disponibilizada no mercado desde o lançamento dos Pentium.



No mesmo dia a Intel respondeu à concorrente mais directa, a AMD, com uma redução no preço de vários processadores, medida que a rival também anunciou recentemente.



Assim, o Pentium D recebe um desconto de 40 por cento e o Pentium 4, ainda da linha single core, fica com um saldo de 60 por cento.



O anúncio hoje feito pela Intel é o maior da última década e o mais importante em termos estratégicos, já que a empresa tem assistido a um aumento de quota por parte da rival AMD, com a sua consequente perda de terreno.



Notícias Relacionadas:

2006-06-27 - Novo Xeon para servidores reposiciona Intel nos segmentos de alto volume de processamento


2005-08-12 - Nova geração multicore da Intel reformula arquitecturas tradicionais

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.