A Intel assegura que vai continuar a aposta no MeeGo. A parceira Nokia já confirmou que a plataforma de código aberto deixou de ser uma prioridade para a sua estratégia, mas para a Intel nada mudou: o MeeGo continua relevante.



"Continuamos comprometidos com o MeeGo e com o código aberto e continuaremos a trabalhar com a comunidade para contribuir para o desenvolvimento e ir de encontro às necessidades dos nossos clientes e utilizadores finais", garantiu um porta-voz da empresa em declarações à C|Net.



Na semana passada rumores atribuídos a fontes próximas da empresa davam como certa a decisão da Intel de abandonar a plataforma de software para dispositivos móveis, que no ano passado foi anunciada com pompa e circunstância pelas líderes mundiais dos telemóveis e dos chips.



Segundo esta informação, que o TeK também publicou, a fabricante teria tomada a decisão de abandonar o MeeGo como consequência do fraco interesse demonstrado pela indústria na plataforma, relatava o DigiTimes.


Segundo a mesma fonte, a Intel passaria a dirigir todos os seus esforços no mercado móvel, já a partir de 2012, para plataformas de hardware que corressem o Android e o Windows Phone.


As declarações do porta-voz da empresa vêm agora contrariar as informações avançadas pelas fontes e dar uma garantia de continuidade em relação ao sistema operativo que a Nokia colocou no N9, antes de desistir da plataforma.




Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.