A Intel está a desenvolver um serviço de televisão distribuído através de Internet há cerca de um ano. O projeto foi definido como importante pela empresa que chegou a fazer algumas contratações de peso nesse sentido. Mas parece que não mais. A tecnológica quer vender a tecnologia OnCue e está a pedir 500 milhões de dólares.

A fabricante especializada no desenvolvimento de chips está a tentar vender um produto mesmo antes de este chegar ao mercado de consumo. Segundo a Bloomberg existem interessados, sendo que a operadora norte-americana Verizon é a que está na linha da frente para a aquisição do OnCue.

Nenhuma das empresas comentou as informações.

A plataforma OnCue é um serviço de televisão paga distribuída pela Internet, mas ao contrário de serviços como o Hulu ou Netflix, tinha uma box central física, desenvolvida e equipada com componentes da Intel. Alguns analistas ouvidos pela imprensa apontavam este tipo de plataforma como uma ameaça aos operadores de TV por cabo.

A Intel já teria inclusive desenvolvido aplicações móveis para smartphones e tablets que também iriam permitir visualizar os conteúdos subscritos.

O entusiasmo pelo projeto terá resfriado quando o atual diretor executivo da empresa, Brian Krzanich, foi nomeado para a posição. O CEO quer que a tecnológica se foque no desenvolvimento de chips para dispositivos móveis.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.