Durante a abertura da Conferência de Sistemas de processamento de Informação Neural (NIPS2003), os investigadores da divisão de software da Intel anunciaram ter desenvolvido uma aplicação que permite aos computadores anteciparem a necessidades dos seus utilizadores. O software deverá ajudar a desenvolver computadores que aprendam com as suas experiências e que utilizem os dados recolhidos para melhorar de forma pro-activa o seu desempenho e simplificar a experiência dos utilizadores.



O software está disponível através da Open Source Machine Learning Library (OpenML) da Intel, um conjunto de ferramentas que pretendem ajudar os investigadores a desenvolver aplicações para máquinas que "aprendem". A Intel indica que este tipo de software pode ser usado nas mais variadas aplicações, desde a pesquisa em enormes bases de dados de informação genética até sistemas de email de forma a criar um modelo de comportamento e decidir a melhor forma de gerir as mensagens que chegam às caixas de correio.



David Tennenhouse, vice presidente do Grupo de Tecnologia da Intel e director de pesquisa, explica que "utilizando métodos estatísticos para identificar padrões chave, o sistema permitirá antecipar as necessidades dos utilizadores e preparar as respostas às questões mais frequentes, de forma a que as respostas estejam imediatamente disponíveis no momento em que são necessárias". Reforçando a ideia de que a Intel quer que os computadores sejam mais pro-activos, David Tennenhouse afirmou ainda em comunicado que, combinado com microprocessadores mais rápidos, o OpenML deverá levar à explosão de aplicações para computadores que aprendem, entre os quais os brinquedos que reagem a movimentos das crianças e redes de sensores sem fios que melhoram a nossa segurança e produtividade.



A OpenML é baseada nos princípios matemáticos definidos pelo método Bayesiano, que diz que os eventos futuros podem ser calculados pelo estudo das ocorrências anteriores. Como este método é baseado na recolha de dados de experiências passadas, quanto mais dados forem obtidos, melhor resultam as previsões. Desta forma a OpenML pretende criar uma base de algoritmos que os investigadores em todo o mundo possam usar para desenvolver as suas aplicações.



O código fonte de todas as funcionalidades da livraria do OpenML foi disponibilizado em formato open source para que os investigadores possam utilizá-la nos seus projectos.

Notícias Relacionadas:

2003-05-06 - Microsoft e HP mostram a sua versão da nova geração de PCs

2002-04-22 - Intel revela novo software para redes domésticas e criação de aplicações avançadas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.