Como parte do acordo estabelecido entre acusação e defesa, Jeffrey Lee Parson, de 19 anos declarou-se ontem culpado perante um tribunal de Seatle, nos EUA, da criação e propagação da variante do worm Blaster que em Agosto do ano passado infectou milhares de computadores em todo o mundo.



O jovem norte-americano do Minnesota, admitiu "intencionalmente causar danos a computadores protegidos" e, graças ao acordo, enfrenta agora uma pena de prisão entre 18 e 37 meses pelo seu crime, em vez da pena máxima de dez anos. Ao autor da variante poderá ser igualmente exigido o pagamento de uma multa pelos danos provocados, que poderá atingir os milhões dólares.



Parson criou a variante Blaster.B depois de ter modificado o worm Blaster e lançou-o na Internet no início de Agosto de 2003. O Blaster.B lançava um ataque distribuído de denial-of-service contra o site Windows Update da Microsoft a partir das máquinas infectadas.



Pensa-se que o Blaster original tenha infectado cerca de um milhão de computadores no Verão passado, quando a variante criada pelo jovem norte-americano deverá ter tido muito menos incidência. Na sua declaração de culpa, Parson admitiu usar o Blaster.B para comandar 50 computadores que depois utilizou para lançar um ataque de maior dimensão a mais de 48 mil computadores, indica a Reuters. A equipa de defesa do réu afirma que o numero de máquinas infectadas é mais baixa do que isso.



Jeffrey Lee Parson foi detido no final de Agosto do ano passado e, depois de pagar uma caução de 25 mil dólares, tem permanecido em prisão domiciliária, vigiado por meios electrónicos. O jovem, que inicialmente negou as acusações que lhe eram feitas, conhecerá a sentença a 12 de Novembro próximo.



Notícias Relacionadas:

2003-08-29 - FBI prende jovem suspeito de ter criado vírus Blaster


2003-08-12 - Blaster atacou 250 mil computadores e pode voltar a fazer estragos no próximo sábado

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.