A Microsoft começou a disponibilizar o SDK do Kinect, o kit de desenvolvimento para os programadores que queiram criar aplicações para Windows 7 tirando partido do sensor de movimentos criado para a Xbox 360.

As ferramentas para desenvolvimento, ainda em versão beta, encontram-se acessíveis para download gratuito num site criado para o efeito, onde é também possível aceder a informação para ajudar a tirar partido das mesmas.

O Kinect permite que os jogadores interajam com a Xbox 360 através de movimentos do corpo ou comandos de voz, dispensando os controlos tradicionais e desde o seu lançamento que tem vindo a ser alvo de várias "investidas" por parte de programadores independentes no sentido de adaptá-lo a outras funções que não a simples interacção com a consola da Microsoft.

O conjunto de ferramentas "aguardadas por programadores em todo o mundo, mesmo os que não estão habitualmente próximos da Microsoft" vem "libertar um novo mundo de possibilidades no que diz respeito à forma como interagimos com as nossas aplicações, e dispositivos", afirma o responsável pela área de comunicação e marketing junto das audiências técnicas da Microsoft Portugal.

Os hacks e experiências que têm vindo a ser feitos utilizando o Kinect são a prova de "uma comunidade incrivelmente criativa e desejosa de explorar novas formas de interacção e, claro, Portugal tem também muitos e bons exemplos", esclarece Miguel Vicente, "mas este SDK apresenta inúmeras funcionalidades que, até ao momento, eram muitíssimo difíceis de aproveitar", acrescenta.

A acompanhar o lançamento do SDK, a fabricante leva a cabo uma campanha no Facebook, com a qual se propõe oferecer Kinects às novas ideias para interacção, resumidas num tweet (mensagem até 140 caracteres). O passatempo, destinado aos utilizadores portugueses, decorre até 24 de Junho (sexta-feira).

O dispositivo integra um sofisticado conjunto de câmaras e sensores capazes de identificar movimentos e captar imagens, combinados com um conjunto de microfones, que lhe permitem "ouvir" os comandos do utilizador. Os recursos passam a partir de agora a poder ser usados em programas para computadores com o Windows 7 instalado, desde que estes não se destinem a usos comerciais.

A empresa já revelou, no entanto, que pretende lançar um pacote para uso comercial no futuro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.