O Magalhães chega amanhã a Macau. A J.P. Sá Couto será responsável pela apresentação do projecto na Torre de Macau, mostrando o projecto nacional às escolas e serviços de educação da região Administrativa Especial da República Popular da China.

Segundo a Lusa, o equipamento está adaptado à região e inclui um teclado com caracteres chineses. No futuro "todos os programas e conteúdos didácticos do Magalhães também serão integrados em chinês", referiu Pedro Lobo, responsável pela parceira da J.P. Sá Couto, a TechEd, à agência noticiosa.

Em declarações à mesma fonte, é ainda explicado que o objectivo desta parceira para o mercado chinês inclui ainda os territórios de Hong Kong e República Popular da China. A Escola Portuguesa é excluída do projecto uma vez que o processo referente a esta instituição está a ser conduzido pelo Governo português.

Por enquanto, a iniciativa será apenas apresentada em Macau ficando para uma segunda fase as questões referentes ao preço e conteúdos das máquinas, já que a entrada do Magalhães através desta parceria ficará ainda sujeita à apreciação do interesse dos Serviços de Educação de Macau.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.