Os 816 delegados no World Telecommunication Policy Fórum, a decorrer em Lisboa até sexta-feira, têm direito a um instrumento de trabalho especialmente colocado ao seu dispor pela organização do evento. Trata-se do Magalhães.

Para cada participante é disponibilizado um exemplar do computador que já se tornou um dos símbolos do desenvolvimento tecnológico português.

A organização refere que a ideia é ter um "fórum sem papel", onde o pequeno computador assume papel de destaque. A ideia agrada a João Paulo Sá Couto, administrador da JP Sá Couto, que considera a iniciativa uma "forma de levarmos o Magalhães a todo o mundo".

Questionada sobre o futuro dos computadores utilizados no evento, fonte da J.P. Sá Couto revelou ao TeK que, no final do Fórum, os computadores facultados para o efeito serão recolhidos e posteriormente reutilizados em iniciativas semelhantes. A doação dos equipamentos a crianças carenciadas é também uma possibilidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.