No intuito de cumprir mais uma parte do seu acordo pendente com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e nove de 18 estados norte-americanos, a Microsoft divulgou hoje um conjunto de informações técnicas que poderão permitir que outras produtoras de software criem programas que funcionem correctamente com o sistema operativo Windows.



A gigante de software colocou online um pacote de 272 Application Programming Interfaces (APIs) empregues no Windows no seu site Microsoft Developer Network (MSDN) e fê-lo um dia antes da data inicialmente prevista. A Microsoft já tinha começado a disponibilizar alguns dos APIs em meados de Agosto.



A grande maioria dos APIs estão relacionados com a shell do Windows, ao passo que oito se referem ao Windows Media Player e outros ainda estão relacionados com outras funções do sistema operativo com redes, messaging e serviços Web. Esta divulgação vem no seguimento da disponibilização pela Microsoft no dia 5 de Agosto de 113 protocolos de comunicações utilizados pelas versões do sistema operativo para PCs desktop na comunicação com programas Windows instalados em servidores.



A conclusão deste processo de divulgação abre caminho, tal como ficou estabelecido no acordo assinado em Novembro - que ainda precisa de ser aprovado pela juíza Collen Kollar-Kotelly -, para o lançamento do Service Pack 1 do Windows XP, a primeira grande actualização da plataforma lançada em Outubro pela Microsoft. O seu lançamento deverá ocorrer nos próximos dez dias



Este pacote irá introduzir uma ligeira alteração no aspecto do ambiente de trabalho do Windows XP. Uma nova funcionalidade vai permitir que os fabricantes de computadores ocultem e exibam os programas integrados da Microsoft incluídos no menu "start" do sistema operativo, como o browser Internet Explorer, o Windows Media Player e o Windows Messenger.



Esta alteração irá oferecer aos fabricantes de hardware a hipótese de personalizarem os seus sistemas ao realizarem acordos empresariais para incluir programas alternativos de companhias como a America Online e a RealNetworks. Por seu lado, os utilizadores vão poder voltar a seleccionar os programas ocultos da Microsoft, se assim o desejarem.



A Microsoft afirmou ainda que irá incluir nesta actualização a sua versão do Java Virtual Machine, o motor do software baseado na linguagem Java da Sun, depois de em Junho de 2001 tê-lo removido de todos os seus programas como resultado da disputa legal com aquela companhia.



O novo software irá conter também códigos de correcção de falhas de segurança e uma série de novas funcionalidades e programas, como uma versão actualizada do Internet Explorer 6, software para suportar a iniciativa de serviços online .NET e suporte da versão 2.0 do padrão Universal Serial Bus (USB), que é empregue para ligar periféricos ao computador. Depois do lançamento do Service Pack 1, a empresa pretende disponibilizar um kit de desenvolvimento de software para ajudar os programadores a tirar vantagem da informação técnica que divulgou.


Notícias Relacionadas:

2002-08-06 - Microsoft disponibiliza partes do código do Windows para licenciamento

2002-02-22 - Microsoft disponibiliza código-fonte a integradores de sistemas

2002-02-18 - Juíza obriga Microsoft a revelar código fonte do Windows aos Estados litigantes

2001-12-10 - Estados norte-americanos querem que Microsoft abra código fonte do Internet Explorer

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.