A Motorola acaba de dar um novo passo de aproximação à comunidade open source com a criação de um novo programa destinado à partilha de código fonte, ideias e projectos entre programadores de todo o mundo. A fabricante norte americana espera com o MOTODEV facilitar o acesso dos programadores a ferramentas que possam resultar num desenvolvimento mais rápido de aplicações para a indústria móvel.

A iniciativa não é nova entre as maiores dos telemóveis mas é agora encarada pela Motorola como parte essencial do seu empenho no desenvolvimento de software open source, que a empresa já mantinha para os terminais A1200/MING e A780/E680, baseados em Linux e Java.

Com esta nova comunidade a Motorola quer ainda impulsionar a inovação e adopção de novos serviços móveis em toda a cadeia de valor, diz a empresa em comunicado.

A tecnologia Java está igualmente no centro das atenções com a iniciativa "Call to Unify Mobile Java Platform", que pretende uma maior unificação da tecnologia Java na indústria móvel que permita a concretização do conceito: "escreve uma vez e corre em qualquer lado".




A Motorola colocou em open source a sua framework de teste e vai desenvolver a implementação de referência e testes de compatibilidade da especificação 3.0 do Call to Unify Mobile Java Platform. Segundo o comunicado, uma versão inicial da framework está já no site opensource.motorola.com e a MIDP3 deverá ser disponibilizada em breve.

A fabricante norte americana é uma das impulsionadoras da tecnologia Java ME e pertence a várias organizações que têm trabalhado nas especificações Java, como a Open Mobile Alliance (OMA) e a Open Source community.

Notícias Relacionadas:

2005-10-18 - OSDL promove utilização de Linux em telemóveis

2003-02-13 - Motorola planeia utilizar Linux e Java nos seus telemóveis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.