A Nokia admitiu hoje que algumas unidades já vendidas do recentemente lançado N8 apresentam uma falha ao nível do sistema que gere a energia no telefone, o que faz com que os aparelhos se desliguem e os utilizadores não consigam voltar a ligá-los.

De acordo com a empresa o problema afecta "um número limitado de utilizadores" do telemóvel lançado pela Nokia em Setembro - e que representa a grande aposta da companhia para concorrer no segmento dos smartphones.

Um porta-voz da fabricante explicou que a falha se devia a um problema na montagem dos telemóveis, que apenas afectava este modelo e já tinha sido corrigido. Ainda assim, a empresa recusa-se a avançar quantas unidades terão sido vendidas com o "defeito".

Trata-se de um número pequeno, quando comparado com o número total de equipamentos, afirma Niklas Savander, director de vendas da Nokia, citado pela Reuters.

Mas "provavelmente os consumidores ainda não foram todos informados do problema, pelo que, provavelmente, o número final de telefones com falhas reportadas tenderá a aumentar", arrisca um dos especialistas consultados pela agência.

O sucesso do terminal, que vem com a última versão do sistema operativo Symbian (^3), é apontado como fundamental para a empresa. Embora seja considerada a maior fabricante mundial de telefones, a Nokia precisa de afirmar-se no segmento dos smartphones e tem neste modelo um factor crucial para aumentar os lucros no trimestre em curso, defendem os analistas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.