(Actualizada) A J.P. Sá Couto apresentou hoje em conferência de imprensa a nova versão do portátil Magalhães, também destinado à mesma faixa etária de crianças entre os 6 e os 10 anos e partilhando características de usabilidade e robustez com a versão actualmente no mercado. O novo modelo vai continuar a ser produzido e fabricado em simultâneo com o actual Magalhães, não o substituindo definitivamente.

O novo portátil foi desenhado em parceria com a Intel e o CEIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel), seguindo o design Classmate PC da fabricante norte-americana, mas não bebe ainda dos desenvolvimentos da nova versão que vai ser apresentada amanhã na CES, o Classmate Convertible PC, em formato Tablet.

Ainda sem nome, o novo Magalhães é ainda um protótipo, não tendo o produto sido mostrado fisicamente aos jornalistas, que viram apenas imagens de Powerpoint. Questionado pelo TeK pelo facto de ainda não existir um nome para o novo modelo Magalhães, João Paulo Sá Couto explica que ainda é cedo para decidir o nome do modelo, que é um produto de continuidade.

[caption]Novo Magalhães apresentado[/caption]
Legenda: As únicas imagens do novo Magalhães foram apresentadas por João Paulo Sá Couto numa projecção de um PowerPoint

Apesar de partilhar algumas das características de robustez e design adaptado às crianças, o novo Magalhães possui alguns factores distintivos, como sejam a integração no pacote de uma caneta/rato que permitirá às crianças escrever manualmente, sendo o input interpretado pelo software do computador.

O novo modelo tem também um ecrã maior, de 10,1 polegadas e mais capacidade de disco, entre 80 e 160 GBytes. Dispõe também de uma saída VGA para ligar o portátil a um monitor de TV ou ecrã externo, assim como de software de leitura para facilitar a utilização em diferentes ambientes de luz.

A ligação nativa a redes 3G e WiMax é outra das características a realçar, que se tornará mais relevante em ambientes ou países onde não exista grande disponibilidade de ligação de redes sem fios com tecnologia Wi-Fi, que já era nativa no actual modelo Magalhães.

Estas mudanças levarão a um aumento de preço do equipamento, que João Paulo Sá Couto diz que ainda é cedo para definir. Porém, acabou por colocar o cenário de um aumento de preço entre 30 a 40 euros para o novo Magalhães.

A J.P. Sá couto vai começar a produzir o novo Magalhães só em Julho/Agosto, devendo o início da comercialização acontecer em Setembro. João Paulo Sá Couto não confirma porém a possibilidade deste novo modelo ser incluído no Programa e-escolinha, afirmando que essa é uma decisão que cabe aos operadores.

O mesmo acontece em contratos internacionais. Questionado pelo TeK, João Paulo Sá Couto diz que neste momento não existe ainda nenhuma encomenda para o novo portátil, mas a expectativa de produção é de 500 mil unidades no último trimestre de 2009.

Fátima Caçador

Nota da Redacção: [14:43] A notícia foi actualizada com a imagem possível do novo Magalhães.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.