A Opera, companhia norueguesa com sede em Oslo conhecida por fabricar navegadores da Web bastante rápidos, decidiu abandonar o anterior código-fonte em que o seu browser se baseava com o objectivo de alcançar ainda mais velocidade no descarregamento das páginas da Web.



A companhia está prestes a lançar uma versão beta, de testes, do Opera 7, que apenas irá assemelhar-se ao seu antecessor em aspectos superficiais. O motor de rendering das página, que consiste na base do browser, interpretando o código retirado dos servidores Web, foi completamente reescrito durante os últimos 18 meses.



Denominado Projecto Presto, um nome relativo ao carácter que representa andamentos apressados e vivos, o browser reescrito foi concebido para tornar o Opera mais rápido e mais compatível com o Document Object Model (DOL), uma tecnologia-padrão emergente que permite que os scripts, como o Javascript, funcionem em elementos individuais de uma página da Web.



A maior parte dos browsers da Web, incluindo o Opera, disponibilizam desde há muito suporte para o padrão DOM, que foi inicialmente criado para substituir uma tecnologia não padronizada de descarregar páginas da Web conhecida por Dynamic HTML. Mas o suporte para o DOM do Opera deixava espaço para a inclusão de algumas melhorias que apenas uma reconstrução total do motor de base poderia fornecer.



A Opera Software emprega cerca de 60 engenheiros. Quando o Projecto Presto começou, há 18 meses atrás, dois deles estavam a trabalhar no novo browser. Actualmente, a maior parte abandonou o desenvolvimento do anterior código. Para além do novo motor de rendering, o Opera 7 irá também incluir software renovado de correio electrónico e newsgroups.



Esta produtora de software tentou inicialmente conquistar um espaço para si própria no competitivo mercado de browsers ao centrar-se em PDAs, set-top boxes e telemóveis. Presentemente, a sua quota de mercado situa-se abaixo dos 10 por cento. Mas a companhia é uma das poucas que consegue ganhar dinheiro ao cobrar por versões sem publicidade do seu browser.


Notícias Relacionadas:

2001-11-30 - Novo Opera 6.0 surge com interface personalizável

2001-05-16 - Opera renova parceria com IBM para fornecimento de software para browsers

2000-12-06 - Opera aquece guerra dos browsers com versão gratuita

2000-12-04 - Opera pode ficar grátis

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.