A Oracle anunciou que vai continuar a produzir software de bases de dados e outras aplicações para os servidores da HP baseados na plataforma Itanium, na sequência de uma decisão judicial de um tribunal da Califórnia, emitida no início de agosto.

O anúncio, citado pela PC World, vai ao encontro da decisão
do juiz James Kleinberg, que ordenou à Oracle a continuação do cumprimento de um contrato celebrado em 2010 com a HP, no qual a empresa garantia o desenvolvimento de software e respetivo suporte, até que a HP deixe de comercializar servidores baseados no Itanium.

Em comunicado, a Oracle refere que "irá continuar a desenvolver as suas mais recentes versões de software de bases de dados e outras aplicações, abrangidas pela decisão do juiz, para computadores Itanium da HP". A empresa refere ainda que esse software "será lançado aproximadamente com o mesmo calendário do que o definido para as versões compatíveis com servidores baseados em tecnologia Power, da IBM.

A Oracle acaba, desta forma, por recuar na sua decisão de terminar o desenvolvimento de software para servidores Itanium. Em março de 2011, a empresa anunciara oficialmente esta decisão, alegando que o Itanium "estava a morrer" e acusando a HP de esconder esse facto.

A mais recente decisão judicial vem dar razão à HP no que concerne à continuidade do cumprimento do contrato, faltando agora a conclusão deste caso em tribunal. O Júri terá que decidir se a Oracle é efetivamente culpada de quebra de contrato e, caso o seja, qual o valor da compensação a pagar à HP por alegados danos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.