A Sony pode ter derrubado o muro que faltava para unir o mundo dos videojogos. A empresa sempre se mostrou resistente à ideia de incluir a sua consola num sistema de jogo multiplataforma que junte os jogadores de todos os sistemas, mas há um ano acabou por ceder algum terreno ao aceitar participar numa versão beta de Fortnite que juntava utilizadores de Xbox e PC. Desta vez, a tecnológica nipónica foi mais longe e assumiu de vez uma nova posição relativamente ao tema ao abrir aos programadores a possibilidade de desenvolverem jogos com modos multiplayer que suportem jogadores provenientes de várias plataformas.

Ao longo dos últimos 12 meses, jogos como Rocket League, PlayerUnknown's Battlegrounds, Dauntless, Paladins, Smite e Realm Royale conseguiram levar a PS4 a abrir-se a outras consolas e é já a partir de outubro que vai ser possível disputar partidas de Call of Duty: Modern Warfare com utilizadores da Xbox One e do PC. Disc Jam, EVE: Valkyrie, Final Fantasy XIV e Street Fighter V juntaram jogadores de PS4 e PC.

Introdução de SSD na PlayStation 5 "vai libertar a criatividade" dos estúdios
Introdução de SSD na PlayStation 5 "vai libertar a criatividade" dos estúdios
Ver artigo

A diferença de antes para agora é que qualquer estúdio vai poder fazer uso desta possibilidade, em vez de ter de assegurar um acordo especial com a PlayStation. A Sony deu a notícia à Wired em primeira mão, numa conversa que se debruçou, sobretudo, sobre as suas ambições no mercado do streaming.

Com a chegada da nova geração de consolas, é possível que venhamos a ver cada vez mais jogos com suporte para partidas multiplataforma. Por agora, pode também desfrutar de Minecraft e Roblox com amigos que joguem estes títulos em PC ou Xbox One.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.