Com lançamento previsto para Abril deste ano, o ePrimavera será a principal aposta da Primavera Software para 2003, consistindo numa plataforma tecnológica baseada de
raiz na tecnologia .Net da Microsoft. Segundo a produtora nacional de aplicações
empresariais, este produto possui características de escabilidade e segurança, podendo ser utilizado em várias línguas, organizações, comunidades, portais e aplicações.

O ePrimavera destina-se a permitir que os clientes, fornecedores, funcionários, a Administração Pública e outras entidades acedam ou efectuem a gestão da informação gerada na empresa. As companhias poderão assim criar e manter portais públicos institucionais, para clientes, funcionários ou portais destinados a qualquer comunidade a que se pretenda disponibilizar acesso permanente, a partir de
qualquer local do mundo e através de dispositivos informáticos fixos ou
móveis, como PDAs e telemóveis com SMS.

Uma segunda aposta da Primavera Software para este ano consiste no lançamento da terceira versão da solução de Enterprise Resource Planning (ERP) da companhia, uma nova oferta que resulta do investimento em áreas de produtos como plataformas de tecnologias, interfaces de operação e introdução de novas
funcionalidades e módulos, como a inclusão do Visual Basic for Applications da Microsoft em todas as
aplicações, uma maior flexibilidade na concepção de interfaces de utilizador, a integração de um Módulo de Gestão Automática de Processos de Negócio e de outro sobre Funções do Utilizador.

O ERP Primavera irá contar também com outras novidades, como a reformulação dos métodos de acesso às bases de dados, a introdução de um Módulo Navegador para configurar o ambiente de operação do utilizador e o reforço dos níveis de extensibilidade. A solução oferece ainda uma maior harmonização com o interface do Windows XP. Esta nova versão foi concebida a pensar especialmente nas necessidades das grandes organizações.

A Primavera Software pretende ainda continuar a aposta que iniciou no segundo semestre de 2002 com os projectos Academia Primavera e Primavera Consultores. Para esta ano, a produtora nacional de aplicações para o sector empresarial pretende alcançar um volume de negócios de 5,17 milhões de euros, em comparação com os 4,7 milhões de euros contabilizados no final de 2002, o que iria representar um crescimento de 10 por cento.

Por sua vez, no ano passado, o volume de negócios da companhia registou uma subida de seis por cento face a 2001. O cash-flow da empresa foi de 935.000 euros, tendo crescido 39 por cento relativamente a 2001, e o índice de rentabilidade passou de 16 por cento em 2001, para 20 por cento em 2002.


A
Primavera pretende manter a sua estratégia de internacionalização de ter operações exclusivamente nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOPs), sobretudo em Moçambique, Angola e Cabo Verde, países onde mais de 500 empresas já utilizam o seu software. Em 2002, a companhia vendeu para estes países cerca de 150 mil euros em aplicações.

Notícias Relacionadas:
2002-10-25 - Inforpor 2002 - Produtoras de software aproveitam feira para
lançar produtos

2002-03-15 - Primavera Software apresenta projecto de formação Academia
Primavera

2002-02-27 - Primavera Software encerra 2001 com volume de negócios de 4,5
milhões de euros

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.