Os mais recentes dados da IDC revelam que o mercado de computadores da região EMEA (Europa, Médio Oriente e África) registou um crescimento de 26,4% no segundo trimestre de 2020 em comparação com o mesmo período em 2019 e, ao todo, o número de envios de equipamentos para as lojas atingiu os 20,7 milhões de unidades.

À medida que as disrupções na cadeia de produção provocadas pela pandemia de COVID-19 começam a melhorar, a consultora avança que a grande procura por computadores portáteis, que registou um crescimento de 49% em relação ao período homólogo, foi mais do que suficiente para compensar a escassez no que toca a desktops, que teve uma queda de 16,1%.

O mercado de computadores da europa ocidental excedeu as expetativas já bastante positivas dos analistas, com um crescimento de 30,6% em relação ao segundo trimestre de 2019, o maior já registado desde 1998.

Mercado global de computadores cresce no segundo trimestre do ano graças ao teletrabalho e aulas online
Mercado global de computadores cresce no segundo trimestre do ano graças ao teletrabalho e aulas online
Ver artigo

“O segundo trimestre de 2020 marca o maior nível de crescimento alguma vez registado na europa ocidental”, explica Liam Hall, analista da IDC. Durante o período de confinamento, muitas famílias europeias chegaram à conclusão de que ter de partilhar um único computador não é prático e a solução foi apostar na compra de portáteis.

De acordo com os dados, a procura por portáteis na região apresentou um crescimento de 61,4% em relação ao período homólogo em 2019. A procura por desktops também subiu 10,8%.

A procura nas regiões da Europa central e de leste, assim como a do Médio Oriente e África (CEMA) superou as expetativas dos analistas. Por um lado, a primeira apresentou um crescimento de 29,6%, por outro, a segunda registou um aumento mais modesto de 6,9%. Na CEMA, verificou-se um aumento de 23,5% no setor do consumo.

O mercado de computadores foi impulsionado pela combinação da grande procura por parte dos consumidores com aquela que foi registada por todos os setores comerciais, elucida Nikolina Jurisic, analista da IDC. As aulas à distância e o teletrabalho ajudaram a aumentar a procura e, em ambas as regiões, registando-se a venda de 6,75 milhões de equipamentos.

Top 5 de empresas que que mais equipamentos lançaram durante o 2º trimestre de 2020
créditos: IDC

Em linha com os dados apresentados no início de julho, a IDC indica que a HP, com uma quota de mercado de 29,3%, e a Lenovo, com 26,1%, foram as empresas que mais equipamentos lançaram para o mercado durante o segundo trimestre de 2020. No terceiro lugar do “pódio” está a DELL, com uma quota de 13,4%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.