Paul Otellini presidente da Intel abriu mais uma edição do Intel Development Fórum revelando que os primeiros processadores de quatro núcleos fabricados pela empresa chegam ao mercado em Novembro deste ano.



O primeiro Quad Core será dirigido aos adeptos de jogos de PC e criadores de conteúdos e vai designar-se Intel Core 2 Duo Extreme de quatro núcleos. Terá um desempenho 67 por cento superior ao do actual Intel Core 2 Duo Extreme. Já em 2007, no primeiro trimestre, a Intel avança com a edição mainstream que irá designar-se Intel Core 2 Quad.



Na área dos servidores a linha Xeon introduz os quatro núcleos (sequência 5300) para servidores de dois processadores, ainda este ano. Para o primeiro trimestre de 2007 fica reservado o lançamento de uma nova linha de baixo consumo para servidores Blade. Esta nova linha vai designar-se Quad-Core Intel Xeon.



"A indústria está a sofrer a mudança mais profunda das últimas décadas, estando a entrar numa era em que o desempenho e a eficiência energética são factores críticos em todos os segmentos de mercado e em todos os aspectos relacionados com computação.", considerou Otellini.



O responsável sublinha que a chegada de novos sistemas operativos, os jogos gráficos, o vídeo online e o vídeo de alta-definição se apresentam como principais desafios à capacidade e eficiência dos PCs.



Em resposta a estes desafios a apresentação do presidente da fabricante centrou-se nos desenvolvimentos em torno da tecnologia de silício, no seu impacto ao nível dos consumos energéticos e nos processos de fabrico de microprocessadores, nomeadamente a actual tecnologia de 65 nanómetros e a futura tecnologia de 45 nanómetros cuja produção arranca no próximo ano. Neste campo Otellini revelou que estão já em desenvolvimento 15 produtos suportados na tecnologia.



A médio prazo a Intel reitera a intenção de avançar com uma nova microarquitectura a cada dois anos. Otellini apresentou já planos para o lançamento da Nehalem em 2008 e da Gesher em 2010. A primeira usará tecnologia de 45 nanómetros, enquanto a segunda deverá usar 32 nanómetros.



Nos móveis a nova plataforma da empresa tem o nome de código Santa Rosa e estará disponível já no próximo ano.



Otellini também revelou que desde que chegou ao mercado, há cerca de dois meses, o novo Core 2 Duo já vendeu 5 milhões de unidades.



Notícias Relacionadas:

2006-09-21 - Intel detalha vPro e partilha dados recolhidos junto de utilizadores

2006-09-18 - Cientistas da Intel avançam na velocidade de processamento com menores custos de fabrico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.