A Financial Conduct Authority (FCA) disse que recebeu, nos últimos meses, um número crescente de denúncias sobre fraudes relacionadas com investimentos em criptomoedas e que afirmam oferecer altos retornos.

O órgão regulador financeiro no Reino Unido explicou que os perpetradores tendem a anunciar os esquemas nas redes sociais, recorrendo a imagens de celebridades ou indivíduos conhecidos para promover a atividade fraudulenta.

Os anúncios encaminham os utilizadores para sites de alegadas empresas, onde são persuadidos a investir usando moedas criptográficas ou moedas tradicionais com a promessa de elevados retornos financeiros.

A FCA alerta que estes esquemas manipulam software para distorcer preços e retornos de investimento, podendo levar as pessoas a comprar criptomoedas inexistentes. Eles também são conhecidos por fechar de repente as contas online dos consumidores e recusar-se a transferir os fundos ou pedir mais dinheiro antes dos fundos serem transferidos.

Dado que as criptomoedas não são reguladas, é pouco provável que os consumidores recuperem o seu dinheiro. O regulador também alerta que, devido a essa condição, os utilizadores não estão protegidos pelo Plano de Compensação dos Serviços Financeiros.

Além de serem cautelosos com os anúncios nas redes sociais, a FCA aconselha as pessoas a serem céticas se forem "contatadas inesperadamente, pressionadas a investir rapidamente ou forem prometido retornos que pareçam bons demais para serem verdadeiros".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.