Resident Evil 2 fez 21 anos desde o seu lançamento original, e desde então a famosa série de horror com zombies da Capcom tem recebido sequelas (nem sempre bem-recebidas pelas transformações de jogabilidade), diversos spin offs e uma adaptação para o cinema que conta já com seis filmes protagonizados por Milla Jovovich. E as novidades não ficam por aqui, pois há rumores do interesse em adaptar este universo a uma série televisiva pela Netflix, pela própria Constantin Film, responsável pelos filmes, segundo a Deadline.

Muito esperado pelos fãs, a editora nipónica lançou no mercado o remake de Resident Evil 2 no PC, PS4 e Xbox One. Ao contrário dos típicos “remasters” que se limitam a fazer um upscalling gráfico para as resoluções atuais, este “novo” título foi refeito de origem utilizando o motor gráfico do último Resident Evil 7. Invés de uma perspetiva de câmara fixa dos cenários, as personagens são controladas na terceira pessoa, de forma idêntica ao quinto e sexto episódio. E sim, pode mirar e disparar enquanto caminha, ao contrário do quarto episódio (os fãs sabem do que se trata).

Para quem não jogou o original, a história tem lugar em Raccoon City, a cidade onde está instalado o laboratório da UMBRELA, a fabricante do terrível T-Virus que desencadeia o surto de zombies. O protagonista Leon S. Kennedy foi apresentado à série neste segundo jogo e é um polícia “rookie” que acaba de chegar à cidade para começar a trabalhar. A segunda protagonista é Claire Redfield, que também chega à cidade à procura do seu irmão, Chris Redfield, protagonista do primeiro jogo, e de outros capítulos seguintes. Obviamente que a chegada das personagens é brindada com uma cidade em caos, o horror instalado pela presença dos zombies em todo o lado, e claro, será necessário sobreviver…

Este título destina-se aos jogadores que gostem de emoções fortes, de “saltar na cadeira” com os sustos proporcionados por aquele zombie colocado num lugar mais escuro. São lentos, mas perigosos quando se aproximam. Tratando-se de um survival horror, terá de contar muito bem as munições e as plantas que curam a personagem, mas sobretudo, gerir minuciosamente o inventário que é muito limitado.

Resident Evil 2 continua o trabalho de envolver os jogadores num ambiente de horror de cortar à faca, recuperado com o recente Resident Evil 7. Uma fórmula que resulta muito bem e que felizmente a Capcom compreendeu o que os seus fãs querem. Já o pode adquirir nas lojas da especialidade.

tek resident evil 2

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.