Foi hoje apresentado pela Comissão Europeia um conjunto de recomendações para garantir que os chips RFID, substitutos dos códigos de barras, respeitam os direitos dos cidadãos, principalmente no que toca à privacidade e dados pessoais dos utilizadores.

Como tal, o executivo comunitário assinala que as empresas e os organismos públicos que utilizem a tecnologia devem informar os consumidores acerca do propósito com que os tags RFID são utilizados assim como o tipo de dados que abarcam.

Tal como frisa a comissária europeia Viviane Reding, "esta tecnologia poderá simplificar" a vida dos cidadãos de várias formas, principalmente se tivermos em conta que os RFID reúnem informações programáveis sobre produtos, lugares, prazos e transacções que permitem uma identificação muito mais rápida e segura do que os códigos de barras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.