A Internet Engineering Task Force (IETF) não vai adoptar o plano que juntava a Microsoft, AOL, Yahoo e Earthlink no desenvolvimento de uma tecnologia anti-spam. Segundo aquela organização, a proposta de especificação para autenticação de email Sender ID pode levantar problemas de compatibilidade entre os direitos de propriedade intelectual da gigante do software e os protocolos de licenciamento livre.



A decisão da IETF baseia-se na insistência da Microsoft em sustentar a maior parte dos trabalhos da especificação proposta em tecnologia proprietária. Embora a empresa estivesse disposta a licenciar o sistema a todos os participantes gratuitamente, existia uma suspeita geral - principalmente entre a comunidade open-source - de que a situação iria mudar com o tempo e que a Microsoft ficaria com demasiado poder de controlo sobre a forma como o standard se iria desenvolver daí em diante.



A Apache e a Debian, duas representantes da comunidade open-source, chegaram mesmo a manifestar o seu desagrado quanto ao sistema de licenciamento promovido pela Microsoft para o Sender ID, anunciando a suspensão do apoio que esta entretanto lhes tinha merecido por considerarem que é incompatível combinar direitos de propriedade intelectual sobre infra-estrutura de Internet (ver Notícias Relacionadas).




Em Maio passado, a Microsoft anunciava a junção entre a sua proposta Caller ID com a Sender Policy Framework (SPF), um plano de autenticação de correio electrónico desenvolvido por Meng Wong, co-fundador e responsável pela área de tecnologia da Pobox. Com o nome alterado para Sender ID, a especificação surge com o objectivo de eliminar o spoofing de domínios, tradicionalmente utilizado em ataques de phishing e foi apresentada à IETF.



Andrew Newton, um dos responsáveis pelo grupo de trabalho Marid, que dentro do IETF analisou a especificação, chegou a expressar o seu optimismo quanto à proposta da Microsoft na altura em que esta foi entregue. "Estamos muito optimistas por considerar que esta proposta poderá trazer o género de solução que o Marid procura", podia ler-se num dos comunicados emitidos pela gigante da informática, que atribuía a frase ao responsável. No final de tudo, apenas a parte da tecnologia SPF será aprovada pelo Internet Engineering Task Force, de acordo com o adiantado por diversos meios de comunicação.



De qualquer modo, o plano da Microsoft não ficará completamente gorado, já que continua a contar com o apoio da America Online e da Email Service Provider Coalition, entre outros. Em comunicado, a empresa garantiu que irá continuar a desenvolver soluções para a Sender ID porque os clientes o exigem. "Existe um apoio alargado à Sender ID e incentivamos outros a suportarem e implementarem a tecnologia para que juntos possamos combater melhor o spam".



Notícias Relacionadas:

2004-09-07 - Sender ID perde apoio de duas representantes da comunidade open-source

2003-04-28 - Yahoo!, AOL e Microsoft unem-se no combate ao spam

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.