A Sun Microsystems prepara-se para anunciar oficialmente durante o dia de hoje, quarta-feira, que pretende começar a fabricar computadores desktop com um preço económico e baseados no sistema operativo open-source Linux, numa estratégia para disponibilizar uma alternativa ao Windows da rival Microsoft, informou a Reuters.



Representando a segunda aposta da companhia no mercado do Linux, uma plataforma gratuita e livre, desenvolvida graças à contribuição de muitos programadores voluntários, os PCs da Sun serão constituídos por componentes baratos, prevendo-se que comecem a ser comercializados dentro de poucos trimestres.



A revelação ocorreu no início de uma conferência de utilizadores, a SunNetwork, que teve hoje início em São Francisco. A Sun, que é conhecida por fabricar servidores que custam milhões de euros e que são utilizados para administrar redes, afirma que a principal razão para os clientes empresariais adquirirem os novos PCs Linux assenta na redução de custos e na liberdade de escolha em relação à Microsoft.



A empresa californiana conquistou ao longo dos anos um mercado para os seus computadores de grandes dimensões ao estabelecer o seu sistema operativo proprietário Solaris - tal como o Linux, um descendente do Unix -, como o preferido entre a comunidade de programadores e prevê vender ainda mais modelos servidor de elevado custo e software complexo mediante partes de pacotes de sistemas, incluindo os PCs desktop Linux de preço reduzido.



Apesar de alguns analistas acreditarem que a Sun poderá ser vítima do seu próprio sucesso no caso de os computadores Linux roubarem quota de mercado aos seus sistemas topo de gama, a companhia considera que o Linux é um complemento de gama baixa do Solaris e mantém os clientes afastados do software da Microsoft.



A Sun irá começar por promover o computador desktop Linux como uma máquina com características básicas direccionada para mercados como call centers empresariais, governos e escolas. A fabricante lançou recentement um servidor Linux de gama baixa, contudo tem demonstrado alguma relutância em converter-se ao sistema operativo open-source.



Este anúncio faz parte de uma estratégia mais abrangente da Sun, denominada N1, que foi também o tema da conferência de utilizadores, tendo como objectivo ligar entre si redes informáticas com software sofisticado baseado na sua linguagem Java.


Notícias Relacionadas:

2002-08-13 - Sun apresenta primeiro servidor Linux com processador Intel

2002-02-08 - Sun prepara-se para lançar novos servidores Linux de gama baixa

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.