As vendas globais de tablets continuam a decrescer. Após assinalarem uma baixa substancial nos últimos meses de 2015, o primeiro trimestre deste ano regista uma quebra de 10% em comparação com os resultados do último ano, de acordo com o mais recente relatório da Strategy Analytics.

Com 46,5 milhões de unidades vendidas em todo o mundo entre janeiro e março, o documento dá conta que este é o pior resultado trimestral desde 2012 para o segmento. 

Das cinco maiores fabricantes de tablets, apenas a Huawei conseguiu contrariar a tendência e aumentar o seu volume de vendas neste mercado, que continua a ser liderado pelas chamadas "marcas brancas". Já a Apple, vendeu menos 2,3 milhões de unidades do iPad no período em análise, que nos primeiros três meses de 2015. 

[caption][/caption]

“As vendas do iPad diminuíram durante nove trimestres consecutivos,” revelou o diretor de pesquisa da consultora, Peter King, “O consumidor médio tem pouca necessidade de pagar por um produto topo de gama da Apple para ter um dos últimos e melhores modelos,” acrescentou num comunicado.

Para King, a liderança das marcas brancas neste mercado deve-se a um pormenor muito simples e essencial na comercialização de qualquer produto: o preço. 

Nos sistemas operativos o destaque vai para o Windows, que registou um aumento substancial nas vendas: 6,2 milhões de unidades equipadas com o software da Microsoft foram enviadas para o mercado neste primeiro trimestre, mais 82% do que no mesmo período de 2015. Estes resultados já se traduzem numa quota de mercado de 13%, um número que também se pode justificar com o bem-sucedido lançamento do Surface Pro 4 e com os bons resultados conquistados pela Huawei, que escolheu o sistema operativo da Microsoft para equipar alguns dos seus produtos neste segmento. A liderar o mercado dos tablets, no que se refere aos sistemas operativos continua no entanto o Android, com uma quota de 65%.


Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.