Apesar das previsões dos analistas apontarem em sentido diferente, o diretor executivo da Microsoft acredita que o próximo sistema operativo da empresa, com lançamento agendado para o final de 2012, será um sucesso, chegando a 500 milhões de utilizadores no espaço de um ano.

As estimativas foram avançadas ontem por Steve Ballmer, durante uma conferência em Seul (Coreia do Sul), relata a AFP. Os 500 milhões de cópias vendidas deverão ser atingidos "no final de 2013", disse o CEO.

De acordo com a agência noticiosa, o responsável classificou o próximo sistema operativo da Microsoft como o "mais profundo, alargado e impactante" Windows alguma vez criado pela companhia.

Este representará "de facto, em alguns sentidos, um renascimento do Windows… e é certamente o trabalho mais importante que já fizemos", afirmou o diretor executivo da gigante tecnológica.

O software, cuja versão de teste será disponibilizada em junho, traz novidades como a profunda integração com o serviço de alojamento na nuvem da Microsoft, o SkyDrive, e aposta num interface comum a vários tipos de equipamentos - dos computadores de secretária aos dispositivos móveis, como os tablets e smarpthones - para os quais será lançada uma versão otimizada com interface Metro.

Para breve ficou também prometida pelo responsável uma versão do Skype - o serviço de voz sobre IP recentemente adquirido pela Microsoft - para Windows 8.

Em matéria de estimativas, Steve Ballmer adiantou ainda que o Windows 7 - considerado pela Net Applications como o sistema operativo que, até à data, maior número de vendas atingiu no mais curto espaço de tempo - deverá atingir os 350 milhões de utilizadores lá mais para o final de 2012.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.