A Microsoft mudou a configuração interna da sua consola de jogos Xbox, numa acção com a qual pretende desencorajar os hackers e baixar os custos de fabrico do equipamento.



As alterações começaram a ser faladas em sites dedicados a hacking da Xbox, com alguns compradores de unidades Xbox recentes a queixarem-se que os mod chips - módulos que conseguem contornar as características de segurança - concebidos para a consola original já não funcionam.



Recusando-se a especificar as mudanças, uma porta-voz da empresa confirmou à CNET que a Microsoft fez pequenas alterações à configuração da consola com o objectivo de "aumentar a segurança e reduzir custos gerais".



Na China, a fábrica que produz as consolas para a Microsoft já mudou para a nova configuração enquanto as instalações fabris no México, que fornecem unidades Xbox para a América do Norte, fará a mudança brevemente, adiantou a mesma porta-voz.



As unidades com a nova configuração foram primeiro apontadas na Austrália, onde os hackers tinham descoberto as pequenas alterações à placa principal de circuitos da Xbox que impossibilitavam agora a utilização dos mod chips.



Os hackers recorriam aos mod chips como veículo para correrem software, discos copiados legal e ilegalmente e jogos importados. A Microsoft já tentou várias táticas para desencorajar tais acções.



A configuração agora apresentada também usa um tipo diferente de BIOS, o software básico que controla o funcionamento das consolas, e elimina o ventilador que tem sido utilizado para arrefecer o processador gráfico Nvidia da consola.



Notícias Relacionadas:

2002-08-29 - Sony e Microsoft diminuem preço das suas consolas

2002-04-18 - Xbox vai custar menos 40% a partir de 26 de Abril

2002-03-14 - Xbox chega hoje a 16 países europeus

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.