Perto de 4,5 milhões de portugueses (4.484 mil), residentes no continente, acedem à internet, indica a versão 2009 do Bareme Internet da Marktest. O número apurado pela empresa de estudos de mercado revela um crescimento quase 10 vezes no número de utilizadores do serviço ao longo dos últimos 13 anos.

Se em 1997 apenas 5,6 por cento da população acedia à Internet, esse número aumentou para 53,9 por cento em 2009, atingindo mais de metade da população.

De acordo com os números da Marktest, o acesso à Internet ganhou espaço entre a população, crescendo a um ritmo de 22 por cento ao ano. Agora que a maior parte da população já tem acesso ao serviço a taxa de crescimento diminuiu e entre 2008 e 2009 fixou-se nos 10,5 por cento.

Entre regiões do país as diferenças têm-se esbatido ao longo dos anos e embora Lisboa e Porto mantenham alguma preponderância em termos de número de acessos é uma tendência ligeira.

A ocupação dos utilizadores é mesmo a característica onde se revelam maiores diferenças. Se entre as domésticas o acesso à Internet é apenas uma realidade para 9,1 por cento da população, entre os estudantes a percentagem aumenta para 98,5 por cento.

A idade é outro factor diferenciador, já que 96,7 por cento dos jovens (entre os 15 e os 17 anos) revelam aceder à Internet, contra 7,3 por cento da população idosa, bem como a classe social. Entre extremos é possível perceber que a Internet é uma realidade para 92,1 por cento dos utilizadores da classe alta e 19,1 por cento na classe mais baixa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.