Depois de ter sido lançado em setembro de 2014, o Apple Pay já está disponível na Austrália, em Singapura, no Reino Unido, em Hong Kong, no Canadá, na China, em França, na Suíça e, agora, na Rússia.

Citando um comunicado do banco moscovita Sterbank, a agência noticiosa russa Tass explica que o Apple Pay pode facilmente ser integrado na aplicação móvel desta entidade bancária.

Não se sabe ao certo quais são os planos da marca da maçã para a expansão do serviço na antiga “jóia da coroa” da União Soviética, mas o Apple Insider escreve que, com base no que aconteceu nos outros países, o serviço de pagamentos por NFC (comunicação por campo de proximidade) deverá ser estendido a outras entidades bancárias locais ao longo dos próximos meses.

Citada pelo mesmo site, a vice-presidente da divisão Apple Pay, Jennifer Bailey, avança que os planos de expansão do serviço da tecnológica de Cupertino passam pelo seu enraizamento em todos os mercados asiáticos e europeus onde os produtos com a insígnia da maçã mordida sejam vendidos.

Recorde-se que em março deste ano, o banco de investimentos Piper Jaffray divulgou um estudo que mostrava que são cada vez mais os comerciantes que estão interessados em aderir aos sistemas de pagamento por contacto. O estudo também apontou que o Apple Pay é o serviço mais querido pelos comerciantes, com 67% dos inquiridos a já disponibilizar ou a tencionar disponibilizar este método de pagamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.