Cerca de 250 clientes do banco sueco Nordea receberam durante três meses mensagens de correio electrónico falsas pedindo a descarga um software anti-spam a pedido da instituição bancária. O resultado foi um enorme ataque de phishing que custou à organização cerca de 1,1 milhões de dólares.



Os programas anexados ao email continham o código malicioso Haxdoor que se auto-instalava assim que a mensagem fosse aberta.



Este vírus, utilizado para "ataques precisos", como descreve Alexander Gostev da Kaspersky, efectua o registo de todas as passwords utilizadas pelo internauta. A imprensa sueca escreve que o software roubava os dados dos utilizadores enquanto estes navegavam na página do banco e que, depois concluído o furto, era enviada uma mensagem de erro onde se pedia aos utilizadores para voltarem a submeter todos os dados.



As autoridades apuraram que os dados estavam a ser enviados para servidores alojados nos Estados Unidos que, posteriormente, reenviavam as informações para a Rússia.



Actualmente a lista de suspeitos já vai nas 121 pessoas e foram montadas medidas de monitorização em "45 pontos estratégicos", contou Irina Zubareva, responsável pela divisão de crimes informáticos do ministério da administração interna, assegurando que serão tomadas todas as precauções para evitar a extensão do caso.

Notícias Relacionadas:

2006-10-25 - Hackers causam prejuízos de milhões de dólares a correctoras norte-americanas

2006-10-10 - Spam financeiro utilizado para fazer subir o valor de acções no mercado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.