O posicionamento da Bind desde o primeiro momento foi global, e o desenvolvimento do marketplace BindTuning tem acompanhado o investimento em trabalho, participação em eventos e prémios e uma estratégia muito própria de disponibilização de templates de design para várias plataformas.

Atualmente com mais de 100 mil clientes, o marketplace português tem conseguido uma posição relevante no mercado em CMS, como o Sharepoint e o Umbraco. “Temos estado consistentemente a crescer quer em número de visitantes, quer em volume de downloads”, explicou ao TeK Beatriz Oliveira.

A fundadora da Bind admite que a presença nas duas feiras é um investimento grande, não só pelo stand mas também pela mobilização da equipa de 4 pessoas que vai viajar por duas semanas para os Estados Unidos, o que representará um custo total de cerca de 30 mil euros. Mas as perspetivas para o negócio justificam o esforço.

Os dois eventos são encontros significativos da comunidade de desenvolvimento de websites e webdesign. No caso da Sharepoint Conference o enfoque é feito na plataforma da Microsoft, onde a BindTunning já se destacou na MIX e no concurso Next. A Bind tem já uma posição consolidada de fornecimento de temas para Sharepoint e vai apresentar os desenvolvimentos mais recentes nesta área, entre os quais o processo de “1-click installation” para Sharepoint/Office365.

A ideia é também concretizar neste evento novas parcerias, alargando o número de grandes empresas de desenvolvimento que incluem os seus temas como parte da sua oferta de serviços/produtos. Nesse âmbito a Bind tem uma novidade, a disponibilização do BindTuning como serviço "white label".

No SXSW, o festival de música, filmes e interatividade que decorre de 7 a 15 de março, a mira está apontada para a apresentação de dois novos CMS, o WordPress que foi estreado há poucos meses na oferta do marketplace e o Drupal, que ainda está em fase de finalização. “Esta é uma vertente que tem como público alvo developers, agências, mas também cliente final”, explica Beatriz Oliveira.

O destaque vai também para a ferramenta BindTuning LAB, que a empresa de Vila do Conde espera que venha revolucionar o desenvolvimento de temas. “A tecnologia do LAB baseia-se no nosso BindTuning Engine e tem como target web designers. É uma ferramenta poderosíssima que permite gerar temas para os diversos CMS suportados (Sharepoint, WordPress, Kentico, …) com base em temas HTML/CSS”, adianta a fundadora da empresa, explicando que na prática permitirá a qualquer web designer vender temas para múltiplos CMS, mesmo sem saber desenvolver para essa plataforma.

Depois de regressar da “aventura” nos Estados Unidos é tempo de arregaçar mangas e continuar a trabalhar. Em 2013 a Bind duplicou a faturação relativamente a 2012, o que é um bom sinal numa conjuntura económica desfavorável, e as expetativas para 2014 são positivas.

Beatriz Oliveira afirma que a empresa quer criar uma grande comunidade em torno do BindTuning, com designers a vender os temas no marketplace e parceiros a oferecer a vertente "white label" como parte da sua oferta, e existem planos para entrar em mais alguns CMS, embora esta seja uma questão que está ainda em avaliação.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.