"Está assegurado, a partir de hoje, o acesso pleno a todas as funcionalidades da plataforma Citius, que suporta a actividade dos tribunais e das novas comarcas", assegura uma nota do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça.



O mesmo comunicado explica, no entanto, que num primeiro momento, o sistema integra apenas "todos os novos processos instaurados após 15 de setembro, apensos e demais informação associada, que seja submetida eletronicamente pelos mandatários das partes".



Todas as peças processuais que não estejam de alguma forma ligadas a processos antigos podem circular na plataforma. Já no que se refere aos processos antigos, só em situações de emergência será possível transferi-los da versão antiga do Citius para a nova versão.



Ao Público, o juiz presidente da comarca de Aveiro garantia esta tarde que o sistema continuava a falhar e que toda a informação sobre processos antigos tinha desaparecido da plataforma. Aconteceu o mesmo com a divisão das comarcas.



O sistema de correio eletrónico está igualmente com problemas e o sistema de alerta de prazos, usado para evitar prescrições, também está sem funcionar, garantiu a mesma fonte.
Não foi para já revelada qualquer informação sobre a recuperação do histórico do sistema, que permitirá voltar a aceder a toda a informação relativa a processos anteriores a 15 de setembro.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.