Os Republicanos aprovaram medidas de contenção orçamental para 2016 e entre elas está uma que impede a National Telecommunications and Information Administration (NTIA), a entidade que gere o ICANN, que por sua vez gere a IANA, de gastar qualquer verba com a transferência de responsabilidades nas funções relacionadas com o sistema de nomes de domínio Internet.  

Ao que indica o The Verge, contudo, os Republicanos esqueceram-se de todo o tempo que ainda vai ser necessário para o governo avaliar o abandono da “pasta Internet”, que poderá prolongar-se até ao final do próximo ano. As restrições orçamentais entretanto aprovadas vão apenas até 30 de setembro de 2016, a mesma data limite estipulada num acordo feito em agosto último, para prolongar o controlo dos Estados Unidos sobre o ICANN.

Recorde-se que a proposta apresentada defende a ideia de que a gestão das funções da Internet Assigned Names Authority (IANA) transite para um grupo de multistakeholders que possa proteger a internet como uma rede aberta, independente de poderes políticos que possam afetar a sua independência.

Atualmente o ICANN é governado por um grupo de académicos e técnicos, mas na sua estrutura participam também representantes de governos e a indústria privada. A proposta de transição indica que as funções do IANA passem a ser geridas por uma entidade separada, com o seu próprio sistema de avaliação. o papel que atualmente é desempenhado pelo governo norte-americano seria desempenhado pelo ICANN.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.