Ao fim de dois anos e meio de batalhas legais, Eric Corley, criador do site 2600, decidiu suspender o apelo que estava em preparação para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos da América. Esta decisão foi comunicada pelos advogados que apoiavam o caso, recrutados na organização de defesa de direitos e liberdades na Web Electronic Frontier Foundation.




Num comunicado publicado no seu site, Eric Corley explica que, apesar de se sentir desapontado, esta foi a melhor decisão legal porque havia poucas possibilidades do Supremo Tribunal aceitar o caso e menos ainda de contrariar as decisões legais já tomadas. Com este pequeno recuo a equipa de defesa pretende prosseguir o caso DeCSS. "A guerra não terminou. Apenas as fronteiras mudaram. Estamos convencidos que, quando tudo estiver dito e feito, esta será vista como a melhor estratégia", afirma Eric Corley.




A publicação no site 2600 de links para sites que continham o código necessário para quebrar a protecção contra cópia dos DVDs foi condenada pelo Tribunal distrital de Nova Iorque e pelo Tribunal de apelos, ambos afirmando que esta publicação violava o Digital Millennium Copyright Act, a lei que protege a propriedade intelectual.




Numa outra declaração, responsáveis da Electronic Frontier Foundation explicam que foram já dados vários passos positivos neste caso "forçando os tribunais a reconhecer que a liberdade de expressão estava em risco", explica Cindy Cohn, directora legal. "Casos posteriores podem ajudar-nos a conseguir uma melhor fundamentação para que o Supremo Tribunal aja sobre os problemas criados pelo Digital Millennium Copyright Act".




Notícias Relacionadas:

2001-11-30 - Indústria de audiovisual vence dois processos sobre direitos de autor

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.