Apesar de estar disponível nos Estados Unidos desde 2015, a funcionalidade de reconhecimento e agrupamento facial do Google Photos já pode ser utilizada na Europa, avança a Endgaget.

A nova função da plataforma da gigante tecnológica chega ao território europeu numa altura em que a Comissão Europeia poderá estar a criar nova legislação, no âmbito do Regulamento de Proteção de Dados, que poderá permitir a utilização de tecnologia de reconhecimento facial no território Europeu

A mais recente funcionalidade do Google Photos consegue agrupar fotos tendo em conta os modelos criados de cada rosto que encontra. Assim, o utilizador pode agora pesquisar por pessoas específicas,  e até mesmo animais, na sua galeria de imagens e criar álbuns personalizados e filmes de curta duração, refere o 9505google.

A tecnologia utilizada pelo serviço da Google consegue também reconhecer o rosto de uma pessoa, mesmo que tenha envelhecido e agrupar automaticamente as suas fotos, conforme as experiências de utilizadores partilhado na Trusted Reviews.

Embora possa levantar algumas questões a nível da privacidade, a Google assegura a quem usa o serviço de partilha e armazenamento de fotos que os grupos de caras criados são visíveis apenas o utilizador, sendo que o único propósito da funcionalidade é a organização do conteúdo.

Se a nova funcionalidade lhe despertou a curiosidade, mas receia ter a sua privacidade comprometida, pode sempre desativar esta função para apagar os modelos faciais e grupos de fotos criados pelo serviço da Google.

Para os utilizadores europeus que experimentaram, mas não ficaram satisfeitos com a nova capacidade da plataforma, a Google pode ter uma solução para breve. Segundo a gigante da tecnologia, uma função de "tagging" manual poderá ajudar a catalogar os rostos que não foram reconhecidos, indica a Endgaget.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.