Um manual que ensina e incentiva os Governos a tornarem públicos os seus dados através da Internet é a mais recente proposta de um grupo de hackers brasileiros, relata a imprensa local.

O objectivo é aumentar a transparência, democracia, participação popular, bem como estimular a criação de melhores produtos e serviços privados e a eficiência dos serviços públicos, defendem.

Segundo explica a imprensa brasileira, as sugestões apresentadas no Manual assemelham-se a algumas das previstas pela Lei de Acesso à Informação, chumbada pelo Congresso há alguns anos, mas sem incidirem sobre dados confidenciais.

Defendem antes a "divulgação e padronização de dados que deveriam ser públicos e não são".

A ideia que preside à produção é "explicar como aproveitar o potencial de informações oficiais para permitir a existência de novos serviços de informação, melhorando a vida dos cidadãos e fazendo com que governo e sociedade trabalhem juntos e melhor", escrevem os responsáveis na introdução ao documento, citados pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A iniciativa é levada a cabo pela comunidade Transparência Hacker, em parceria com o Comité Gestor da Internet no Brasil e o consórcio de empresas para a padronização de dados na Internet, W3C, sendo apresentada na semana em que o ministro da Justiça anuncia que a polícia estará prestes a divulgar as conclusões sobre o ataque aos sites governamentais, reivindicado pelo LulzSec.

Na União Europeia existe também uma recomendação neste sentido, procurando estimular o mercado de serviços - especialmente serviços móveis - com a reutilização de dados que estão actualmente na alçada de organismos governamentais. Na altura a CE estimava que o potencial económico de utilização desses dados se elevava a 27 mil milhões de euros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.