Após ter dominado a cena musical online durante vários anos, o YouTube foi pela primeira vez ultrapassado pelas plataformas de streaming musical enquanto forma de ouvir música. A informação foi avançada pela analista BuzzAngle Music através de um relatório que dá conta de um aumento de quase 110% na utilização de serviços como o Tidal, o Spotify e o Apple Music face ao mesmo período do ano passado. Os dados foram aferidos com base nas reproduções feitas nos Estados Unidos.

Desde o início do ano já foram reproduzidas mais de 114 mil milhões de músicas em serviços de áudio e 95 mil milhões de músicas em serviços de vídeo em sites como o YouTube ou a plataforma VEVO. Apesar do crescimento na utilização de plataformas exclusivamente áudio, os sites de vídeo registam também um aumento na ordem dos 23% face ao mesmo período do ano anterior.

No geral, o consumo de música em streaming (vídeo e áudio) cresceu cerca de 58% nos primeiros seis meses do ano, um valor que tem impacto nas vendas de álbuns físicos e digitais, que registaram um decréscimo de 17% e 9,3% respetivamente. O vinil, por sua vez, continua a crescer. Nestes primeiros seis meses, o formato vendeu mais 17,3% de álbuns do que nos primeiros seis meses de 2015.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.